Mogi das Cruzes/SP, 24/04: Veddas promove 3º Veganic

eventos

eventosNo próximo domingo, das 12h às 17h, vai ter veganic (piquenique vegano) também em Mogi das Cruzes/SP. o 3º Veganic Mogi das Cruzes, promovido pelo Veddas, vai ser uma ótima oportunidade de se semear amizades – e, quem sabe, alguma paquera -, ter papos descontraídos e, talvez, se falar sobre o desenvolvimento do ativismo vegano-abolicionista em Mogi e arredores.

O Veganic vai acontecer no Parque Centenário Mogi Das Cruzes, localizado na Avenida Francisco Rodrigues Filho, 3500.

Se você tiver facebook e quiser e puder ir, confirme presença na página do evento.

 

Salvador, 27/04: Veganic no Cristo da Barra

eventos

eventosDomingo é dia de veganic (piquenique vegano) em Salvador. Para os soteropolitanos, é uma ótima oportunidade de fazer amizades veganas, ter conversas descontraídas entre veganos e, quem sabe, arrumar paquera.

Caso queira e possa ir e tenha facebook, confirme presença na página do evento. O evento de divulgação do piquenique fala, logo abaixo:

Pecuária humana

human-cattle

human-cattle

Obs.: Qualquer semelhança entre o que esse texto induz a imaginar e o capitalismo e a defesa do “Estado Mínimo” não é mera coincidência.

Muitos já ouviram ou leram as expressões pecuária humana, gado humano ou pessoas tratadas como gado. Expressões ligadas a situações nada agradáveis, que metaforizam casos sérios, reais ou imaginários, de tratamento desumano, confinamento, exploração e extermínio de seres humanos em massa. Muito embora a pecuária seja comumente considerada uma atividade econômica “essencial” e uma fonte de alimentos idem, imaginar uma pecuária de rebanhos humanos é algo que desperta repúdio na grande maioria das pessoas, mesmo nos onívoros que comem carnes das espécies mais variadas. Vale então imaginar a situação a seguir, de modo a se ligar os pontos entre pecuária, exploração, violência e negação de direitos e assim entender uma grande parte do que a ética dos Direitos Animais almeja.

Consciencia.VLOG.br: A falácia da cadeia alimentar

conscienciaVLOGbr-miniatura

conscienciaVLOGbr-miniaturaO vídeo do Consciencia.VLOG.br que o Veganagente traz hoje, aborda o famigerado mito carnista da cadeia alimentar, aquele que diz que o ser humano “tem que comer carne” por estar no “topo da cadeia alimentar” e essa posição ser reservada a animais carnívoros. No vídeo eu mostro como esse argumento é uma combinação de vários tipos de falácias e, no final das contas, é facilmente refutável.

Textos(cos) carnistas respondidos #43: “1 Macaco e Meio, um filme com Luisa Mell…”

textoscos-carnistas

textoscos-carnistas

O texto abaixo, dedicado a atacar Luisa Mell por ter denunciado crueldades no hoje extinto centro de pesquisas do Instituto Royal de São Roque/SP, usa de diversos dos recursos já descritos por mim para defender, de forma conservadora, a experimentação animal e atacar quem discorda da perpetuação dela. São visíveis os argumentos sarcásticos que tentam desqualificar o que ela disse, e também as diversas falácias que acabam fazendo o texto tropeçar e não conseguir muita coisa além de fracassar na tentativa de invalidar tudo que Luisa Mell falou.

Consciencia.VLOG.br: Carne de frango sem hormônio não é carne limpa, tampouco ética

conscienciaVLOGbr-miniatura

conscienciaVLOGbr-miniaturaO Consciencia.VLOG.br hoje traz um assunto que tem sido bastante comentado nas últimas semanas: comerciais de empresa frigorífica anunciando que a carne de frango que ela vende não vem com hormônio. Eu mostro no vídeo que isso não quer dizer nada.

Assista ao vídeo e saiba por que, no final das contas, a ausência de hormônios na carne de frango não significa muita coisa tanto em termos de saúde como de ética.

Pérolas carnistas #81

perolas-carnistas

perolas-carnistas

Consciencia.VLOG.br: Veganismo: dessa água não beberei?

conscienciaVLOGbr-miniatura

conscienciaVLOGbr-miniaturaDepois de cerca de um mês e meio sem vídeos novos, o Consciencia.VLOG.br voltou a trazer conteúdo novo. O vídeo de hoje é sobre a atitude de alguns não veganos de negar que um dia vão aderir ao veganismo. Nele eu falo por que não se deve precipitar e acreditar que a mentalidade de hoje perante determinado assunto vai ser a mesma mentalidade de amanhã.

Reportagem irresponsável do Terra impõe que crianças “devem comer” carne vermelha

devem-comer-carne

devem-comer-carne

Na contramão de tudo o que se tem falado de vantajoso sobre o vegetarianismo, o Terra publicou, na manhã de hoje, uma matéria carnista, impondo que crianças e adolescentes “devem” comer carne vermelha pelo menos três vezes por semana. Consequentemente, a reportagem procura induzir pais de crianças e adolescentes vegetarianos a forçá-los a abandonar o vegetarianismo e a comer uma carne que não tem sido nada elogiada em pesquisas médicas.

Lidando com as tentações dos alimentos de origem animal

lisa-vegetariana

lisa-vegetariana

Um vegetariano ou vegano, quando ainda não tem uma convicção ética suficientemente madura e sólida, está suscetível a cometer deslizes, leia-se ingerir algo como um pedaço de bolo ovolácteo, um bolinho de carne, um docinho feito com leite condensado, um copo de iogurte ou uma barra de cereal que tem mel como ingrediente. Às vezes, esse deslize pode ser também consequência de uma atitude precipitada do indivíduo de convicção não amadurecida quando está sob pressão social direta – as já descritas provocações tentadoras ou insistências, como uma turma de colegas em coro bradando ao redor “Come! Come! Come!” – e/ou indireta – como estar numa festa, com fome e sem nenhum alimento vegetariano ao alcance, vendo todos ao seu redor comendo e visivelmente se saboreando.